Tabus

19/03/2011

tabu (ta-bu)
s. m.
Etnografia. Instituição religiosa que, atribuindo caráter sagrado a um objeto ou a um ser, proíbe qualquer contato com eles e até mesmo referência a eles.
P. ext. Ação, um objeto, uma pessoa ou um lugar proibidos por uma lei ou cultura. A palavra tabu vem da palavra polinésia tapu, que significa algo sagrado, especial, perigoso ou pouco limpo. Muitas sociedades acreditam que se uma pessoa for a um lugar tabu ou tocar em um objeto tabu, sofrerá sérios danos. Além disso, a sociedade poderá puni-la severamente ou considerá-la um tabu. Os objetos ou pessoas sagrados são tabus porque supostamente têm uma força misteriosa que lhes permite ferir ou matar uma pessoa. Objetos pouco limpos são tabus porque supostamente trazem o mal a uma pessoa ou a um grupo.

Pensei muito antes de escrever este post. Não queria parecer que estou forçando a barra para ter um blog "rebelde", moderno, descolado, diferente, desbocado etc. É só que eu prometi a mim mesma fazer um blog cujo eu pudesse enfiar todos os meus pensamentos, ainda que eles fossem perturbadores ou estranhos.
A sociedade insiste em fechar os olhos para alguns acontecimentos, fazer poker face, como se ainda estivéssemos no século 19, onde até para rir, precisava-se colocar a mão sobre a boca. Isso é chamado tabu.
Por exemplo, sexo. Só a palavra sexo deixa muita gente vermelha. Eu entendo, afinal é uma coisa íntima e pessoal. Mas não precisa necessariamente ser um assunto proibido. Não há mal em dizer que gosta de sexo, que sexo é bom, que faz sexo. Ué, não foi assim que nascemos? Não entendo porque algumas pessoas se incomodam tanto com o assunto. Eu não faço sexo frequentemente porque não tenho um parceiro. Não julgo, mas eu não seria capaz de ter relações com alguém com quem não tivesse intimidade suficiente. Mas isso sou eu, e cada um é cada, todos tem uma opinião e uma orientação, e é preciso que haja respeito.
Outra coisa, até relacionada com o assunto anterior, é o homossexualismo. Eu acho válido todo tipo de amor. Não importa a religião, eu acho que acima de tudo, as pessoas precisam ter respeito e empatia pelas outras. Concordando ou não, as pessoas tem que se tocar que o mundo mudou, e quanto mais elas resistirem à essa mudança, mais vai ser difícil ter uma convivência decente. Eu fico extremamente indignada quando fico sabendo de algum caso de homofobia. Acho a mais pura ignorância.

Born This Way

Como uma coisa puxa a outra, há outros tipos de preconceito. Todo mundo tem, não tem jeito. Eu, por exemplo, dentre outras coisas, tenho preconceito contra mulheres-fruta. Tudo bem, tem todo aquele papo de que a mulher pode fazer o que quiser com seu corpo e é machismo julgá-la pelas suas vestes, etc etc. Concordo inteiramente, mas é um preconceito que eu tenho. Eu prefiro mil vezes isso do que ser racista, homofóbica, porque por mais que eu ache ridículo uma mulher se expor de tal forma, eu não ando por aí xingando nem humilhando ninguém. Você, caro leitor, você pode ter preconceito contra mim, por estar aqui falando o que muita gente não quer ouvir. Você pode ter preconceito contra gordos, religiosos, hippies, velhos... o que estou querendo dizer é que o importante é não ser hipócrita, e se esconder atrás de um discuro moralista, enquanto sai por aí fazendo atrocidades contra as pessoas.
Pronto, acho que falei tudo que tinha para falar.
E por mais que pareça que eu estou num humor pesado por conta desse texto definitivamente verdadeiro, eu não poderia estar mais feliz. Apenas resolvi deixar claro minha opinião mais uma vez. E espero que muita gente discorde, porque se a opinião fosse feita para ser igual, ela não existiria.

10 Comentários

Thaii S. disse...

Ameeeeeeeei seu texto , e acho a mais pura verdade, muita gnt vai descordar assim como vc espera huasuash , mas eu concordo plenamente, pior que ter preconceito , é ter e fingir que ele não existe , tb concordo que todo tipo de amor é válido , basta ser AMOR. Nossa sociedade tem que evoluir mais um pouquinho !

Thaii S. disse...

Obrigada :)
olha, voce tem algum site que tem um theme base ? tipo o HTML do template ? não sei mexer com isso muito bem !
Como faz pra seguir seu blog ? só consigo naqueles que ja tem a caixinha :S

Key disse...

Cada um tem que decidir o que é melhor para si, e ser feliz... erradíssimo julgar pela aparência, etc.

Tary disse...

Adorei o texto! Alguns assuntos realmente ainda são tabu. Quer saber a verdade? Acho que nossa geração é muito conservadora. De verdade, a geração dos anos 80 era bem menos "careta" que a nossa. Eu acho, pelo menos. E sobre homossexualidade, acho a MAIOR ignorância do mundo ser homofóbico. Tenho nojo de quem é assim, te juro. Todo mundo tem direito de ser feliz do jeito que bem quiser e acabou.

Beijos

P.S: Sobre a Liliane Prata, talvez os textos da Capricho sejam mais infantis mesmo, mas os do blog dela são bem legais :)

Kamilla Barcelos disse...

Gosto mais das pessoas que dizem o que querem, do que aquelas comedidas. Apesar de eu não estampar claramente no meu blog, a minha proposta também é esta: despejar meus pensamentos e sentimentos.

Aymée Meira disse...

sem tabu o mundo vira um bacanau (e já está bem pra frentinho) uhasuhsuhauhsuha
beijos
bom fds.

Raphilicious disse...

Oieee!!

Passando pra desejar um FELIZ DIA DO BLOGUEIRO!!

Parabéns pelo trabalho!

Beijos! :*

My Lascola disse...

Eii,
nossa esses são assuntos bem polemicos. Na parte de sexo acho muita hipocrisia algumas pessoas se fingirem envergonhadas, pois quando ligam a TV amam ver cenas e programas do tipo. O preconceito é antigo e infelizmente sempre existira. Gostei da frase sobre a opinião e concordo. Temos que opiniar sim, alias a blogosfera é isso. Amei o post. Beijo.

Amanda disse...

Pois é, minha querida. Mas onde você MENOS espera, as pessoas estão cheias de comedimentos e seguindo tabus tão ultrapassados que chega a ser chocante.
Na minha sala de Jornalismo, por exemplo, ninguém pode falar de sexo sem as pessoas ficarem alok. Nem de homossexualismo. UÓ.

Acho muito válida sua abordagem do assunto!


Beijos!

Maskkot disse...

EI meu Pão de queijo com Mel!!!!! sabe que compartilho com você a mesma opnião! e infelizmente não poderei discordar! mas acaba que no final acho que acaba também sendo um preconceito nosso não enteder como as pessoas evangelizam esses tabus!!! portanto as pessoas que ainda estão no século 19 deve estar por que é assim o estilo de vida delas... e seria preconceito nosso se opor a tal ideia!!! bjosss PIX!!!